Pesquisar neste blog

Carregando...

Compre aqui Mercado Livre

segunda-feira, 28 de março de 2011

Ecosport 2011

 O modelo ganhou leves retoques de estilo para tentar se manter na liderança até a chegada da nova geração, prevista para 2012. As mudanças mais significativas foram realizadas na dianteira, com a adoção de um emblema com o nome do carro no capô – assim como os utilitários da Land Rover - e de uma nova grade frontal.

Os frisos laterais e as rodas de liga leve de 15 polegadas são inéditos, mas a traseira permaneceu inalterada. Por dentro, novos revestimentos e um painel com grafismo inédito são as maiores novidades.

As motorizações 1.6 e 2.0, ambas flex, também são as mesmas, mas o prazo da garantia do carro foi estendida para três anos. A tabela de preços, por sua vez, foi reduzida: a versão de entrada é a 1.6 XL, que sai por 49.900 reais. A 1.6 Freestyle sai por 57.190 reais, uma redução de 1.490 reais em relação ao modelo anterior. A topo-de-linha 2.0 4WD pode ser comprada por 61.880 reais, ou 3.080 reais a menos do que seu antecessor.

A lista de itens de série do EcoSport 2011 agrada. A XL 1.6 traz ar-condicionado, direção hidráulica, coluna de direção com regulagem de altura, aviso sonoro dos faróis ligados e banco do motorista com regulagem de altura.
Já a XLS 1.6 agrega vidros elétricos dianteiros e traseiros, travas elétricas com acionamento à distância, faróis de neblina e chave do tipo canivete. A Freestyle (disponível nas motorizações 1.6 ou 2.0), por sua vez, adiciona rodas de liga leve na cor cinza, para-choques  na cor do carro, computador de bordo e rádio CD Player com reprodução de arquivos em MP3 e Bluetooth.
A 1.6 XLT oferece ainda airbag duplo, grade dianteira, espelhos retrovisores e maçanetas pintadas na cor do veículo e rodas de liga leve de 15 polegadas. Nesta versão, freios ABS, bancos de couro com aplique na cor marrom e volante revestido em couro podem ser comprados à parte.
A 2.0 XLT agrega freios com sistema anti-travamento (ABS) e espelho de cortesia para o passageiro, enquanto que a 2.0 XLT Automático possui a transmissão automática de quatro velocidades. Já a 4WD oferece todos os itens mais a tração integral nas quatro rodas. Bancos e volante revestidos em couro são opcionais.

A edição de fevereiro de QUATRO RODAS traz, entre outros destaques, um comparativo entre o Ford EcoSport 1.6 Freestyle e o VW CrossFox 1.6, duas das novidades mais recentes do segmento de aventureiros urbanos.

O EcoSport é o típico exemplo de carro que toda montadora quer ter. Custou pouco para fazer, teve sucesso ao longo da vida e agora se tornará um produto global. O sucesso foi tanto que chamou a atenção da matriz da Ford, que liberou R$ 500 milhões em investimentos para que a próxima geração seja fabricada em Camaçari, na Bahia.
Mas antes que o utilitário passe por uma transformação total, em meados de 2012, a Ford lhe aplicou mudanças discretas, que ao lado da garantia de três anos e da lista de equipamentos incrementada farão com que o EcoSport se mantenha no topo das vendas como nos últimos anos – logo em 2003, no seu primeiro ano cheio de emplacamentos, o jipinho alcançou a segunda colocação no ranking de comerciais leves, ficando atrás somente da Fiat Strada. Em 2004, 2005 e 2006 foi o líder, enquanto nos últimos três anos voltou a ocupar a segunda colocação, nunca vendendo menos do que 40.000 unidades por ano. Neste ano, com cerca de 28.000 emplacamentos, só perde para Strada, VW Saveiro e Chevrolet S10, que também tem os frotistas como clientes.

Um comentário:

Manoelyto disse...

Um carro robústo e com uma boa estabilidade na pista!